Informação sobre mononucleose, causas, sintomas e tratamento da mononucleose infecciosa, também designada de doença do beijo, identificando o seu diagnóstico, assim como formas de prevenção da sua ocorrência.


sábado, 30 de junho de 2012

Tratamento da munonucleose

O tratamento recomendado é o repouso relativo por cerca de três semanas, nesse período deve-se evitar aumento de pressão intra-abdominal, por traumatismo, constipação intestinal ou excesso de palpação. Em situação de grave comprometimento hepático, tratar como hepatite viral aguda, por aproximadamente um a dois meses. Em geral, nesse período deve haver regressão do quadro hepático. É feito o uso de corticosteróide, embora melhore o estado geral e reduza o perido de febre, que pode voltar com o uso descontínuo da droga, está indicado apenas quando a MI evoluir com anemia hemolítica (eventualmente esplenectomia), púrpura trombocitopênica rapidamente pregressiva ou hemorrágica e obstrução de vias aéreas. Em caso de ruptura de baço, proceder à cirurgia e realiza-se uma laparotomia. Tem-se sugerido que nos casos de hematomas subcapsulares, proceda-se à esplenectomia. Em obstrução de vias aéreas superiores por adenomegalias, proceder à traqueostomia.
Índice dos artigos relativos a Mononucleose

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL